Como a Indústria pode assumir seu papel social?

Por Fábio Yamamora, CEO da Yamá Cosméticos

Desde o início da pandemia, a Yamá mostrou que a indústria pode fazer mais pela comunidade e utilizou a fábrica para produzir gratuitamente álcool em gel

Durante a pandemia, a fábrica de 13 mil m² e capacidade produtiva de mais de 10 milhões unidades por mês da Yamá Cosméticos mobilizou parte da estrutura para produzir um insumo essencial ao combate da Covid-19: álcool em gel 70%. Ao todo, foram mais de 8,5 toneladas distribuídas gratuitamente para a família dos funcionários, clientes, entidades filantrópicas e de saúde.

A decisão – tomada ainda nos primeiros dias do decreto oficial de distanciamento social em São Paulo – levou em consideração a responsabilidade social da empresa e, sobretudo, a relação de mais de 50 anos que a Yamá Cosméticos com a família brasileira. É gratificante poder devolver à sociedade todo carinho que depositam na marca que, nem todos sabem, é a realização do sonho do patriarca da família Yamamora, Kazuo Yamamora.

Contudo, a iniciativa funciona para exemplificar como cada vez mais as indústrias precisam se conscientizar da responsabilidade social que podem assumir – independente do segmento. Para esta atuação urgente durante a pandemia, a Yamá Cosméticos, por exemplo, teve que se preparar para incluir a produção de álcool em gel 70% e buscar a colaboração de parceiros como a Chemyunion, AQIA Química Industrial, Givaudan e BIM, que doaram matéria-prima e que realizaram a logística para a entrega dos frascos.

Também não posso deixar de citar o compromisso social que assumimos no início da pandemia de não demitir nenhum funcionário, a não ser em último caso esgotadas todas as alternativas para a sustentabilidade do negócio. Dessa forma, conseguimos manter o emprego e o sustento de mais de 300 famílias.

Esta é uma lição importante sobre como é possível fazer mais e construir uma indústria comprometida com a comunidade. A história de 50 anos da Yamá Cosméticos atesta que o segredo da longevidade de uma marca é, o quanto antes, entender que a indústria funciona em um ecossistema que envolve fornecedores, fabricantes, distribuidores, compradores, a comunidade e o planeta.


Compartilhe: