Less Poo ou CoWash, você sabe como fazer?

Com certeza você já ouviu falar nessas técnicas de lavagem, não é mesmo? Ou já até tentou aderir a alguma delas, mas não deu muito certo porque os fios ficaram mais oleosos… Será que você fez da maneira correta? Porque há alguns detalhes simples que fazem toda diferença. Quer saber quais são?

Antes de tudo, vale a pena lembrar que as técnicas surgiram para preservar a oleosidade natural dos fios, principalmente os cacheados e crespos que sofrem com ressecamentos constantes. Isso porque a maior parte dos shampoos que existiam continham em suas fórmulas uma quantidade bem considerável de sulfato (ativo responsável pela limpeza e produção de espuma).

A questão é que além de remover as impurezas, esses shampoos comuns também removiam a oleosidade natural responsável por nutrir e proteger os fios e a raiz. O resultado eram fios ainda mais ressecados e, muitas vezes, com o couro cabeludo oleoso. E isso ocorria porque a raiz acabava produzindo mais oleosidade para suprir aquela removida pelo shampoo, o que chamamos de “efeito rebote”.

Foi pensando nisso que, há algum tempo, surgiu uma iniciativa bem bacana que prega o uso de “shampoo com menos sulfato” ou ainda o uso de um “condicionar limpante” para lavar os cabelos.

Shampoo com menos sulfato (LESS POO)

Esse tipo de shampoo é formulado com uma concentração menor de sulfato em sua fórmula por isso promove uma limpeza mais suave. A indicação é para todos os tipos de cabelos, mas especialmente os cacheados e crespos que são os maiores beneficiados.

E você deve estar se perguntando:

Mas se promove uma limpeza mais suave, será que ele irá remover os produtos finalizadores (como creme para pentear, leave-in, gel, gelatina, spray, etc)?

Isso dependerá se esses produtos que você usou são livres de petrolatos e silicones insolúveis em água, por isso ao aderir a essa técnica é indispensável trocar TODOS os seus produtos por aqueles conhecidos como “liberados” e, eventualmente, ter à mão um shampoo antirresíduos – explicamos abaixo o porquê.

A seguir um passo a passo de como aderir a esse tipo de lavagem sem segredo:

1º LAVAGEM

A primeira lavagem deve ser feita com um shampoo antirresíduos para remover todas as impurezas de produtos que contenham petrolatos e silicones insolúveis em água. Termine a lavagem com um condicionador liberado, e finalize com um leave-in ou creme para pentear também liberado.

2º LAVAGEM

  1. Na segunda lavagem todos os produtos devem ser liberados para a técnica, por isso certifique-se que são produtos apropriados.
  2. Aplique uma pequena quantidade do “shampoo com menos sulfato” nos fios úmidos e couro cabeludo, e massageie toda a cabeça com a ponta dos dedos (sem as unhas que podem machucar);
  3. Depois do enxágue, aplique o condicionador* no comprimento até as pontas (sem raiz) aguarde até 3 minutos e enxaguar; *Essa etapa é indispensável para fechar as cutículas dos fios em todos os tipos de cabelos, inclusive, nos mais lisos.
  4. Por fim, remover o excesso de água com a toalha, aplicar um finalizador de sua preferência e secar naturalmente ou com secador.

Condicionador Limpante (COWASH)

Esse tipo produto, apesar do nome, foi desenvolvido para lavar os fios. Surpreendente não é mesmo?

Estamos tão acostumados a ouvir esse nome sempre relacionado à etapa de condicionar os fios na etapa final da lavagem, que nos soa muiiito estranho existir um produto com esse nome capaz de lavar os fios.

Então qual é a diferença dele para um condicionador comum?

A diferença do Condicionador Limpante (ou CoWash como é mais conhecido) é que em sua fórmula há uma substância substituta ao sulfato, bem mais suave, que remove as impurezas e condiciona ao mesmo tempo fios e raiz.

Ah, e por se tratar de uma lavagem também mais suave, é indicado para todos os tipos de cabelos, mas os cacheados e crespos são novamente os mais beneficiados.

E, ainda, se você estiver se perguntando “Nessa lavagem, terei dois condicionadores: um limpante e um comum?“, a resposta é SIM e a gente explica o porquê abaixo.

A seguir um passo a passo de como aderir a esse tipo de lavagem sem segredo:

1º LAVAGEM
A primeira lavagem deve ser feita com um shampoo antirresíduos* para remover todas as impurezas de produtos que contenham petrolatos e silicones insolúveis em água. Termine a lavagem com um condicionador liberado, e finalize com um leave-in ou creme para pentear também liberado.

**Apesar de usá-lo somente 1 vez, no início do processo, é importante guardar o shampoo antirresíduos para uma eventual necessidade de recomeçar o processo – em uma situação inesperada que tenha usado produtos não liberados (viagem, pernoite na casa de outra pessoa, etc).

2º LAVAGEM

  1. Na segunda lavagem todos os produtos devem ser liberados para a técnica, por isso certifique-se que são produtos apropriados.
  2. Aplique uma pequena quantidade do “condicionador limpante/CoWash” nos fios úmidos e couro cabeludo, e massageie toda a cabeça com a ponta dos dedos (sem as unhas que podem machucar);
  3. Depois do enxágue, aplique o condicionador* no comprimento até as pontas (sem raiz) aguarde até 3 minutos e enxaguar; *Essa etapa é indispensável para fechar as cutículas dos fios, mesmo que já tenha usado um outro condicionador para lavar (CoWash), isso porque eles possuem funções diferentes.
  4. Por fim, remover o excesso de água com a toalha, aplicar um finalizador de sua preferência e secar naturalmente ou com secador.

Vantagens

Depois de ler o tópico anterior, já ficou mais fácil notar algumas vantagens dessas técnicas, não é mesmo? Principalmente para as mulheres que têm os cabelos ondulados, cacheados e crespos. Veja alguns:

  • os sulfatos mais leves conseguem limpar as impurezas do dia a dia sem retirar demais a oleosidade natural do fio e do couro cabeludo, evitando o ressecamento e o frizz;
  • ajudam a deixar os ondulados, cacheados e crespos mais definidos;
    evitam que as cutículas fiquem abertas e, com isso, favorecem a saúde e o fortalecimento capilar;
  • não usam ingredientes que podem colocar em risco o meio ambiente (como sulfatos e derivados do petróleo), por isso são opções sustentáveis;
  • você notará que precisará lavar menos os cabelos (mesmo no caso dos fios oleosos). Isso porque, o shampoo com menos sulfato evita o efeito rebote (ou seja, quanto mais oleosidade o produto retira do cabelo, mais o couro cabeludo tem de produzir para repor a quantidade perdida);
  • seus cabelos ficarão mais saudáveis, com brilho e força.

Viu só como as técnicas podem ajudar a deixar os seus cabelos ainda mais bonitos e saudáveis? Então, veja quais são os nossos queridinhos perfeitos para aderir às técnicas e comece o quanto antes:

Shampoo Less Poo Yamasterol, com óleos de Chá Verde e Aloe, promove uma limpeza suave com menos espuma, preservando a oleosidade natural de fios e raiz.

CoWash Yamasterol, com propriedades antioxidantes, adstringentes e hidratantes, proporciona uma limpeza suave respeitando a oleosidade natural do couro cabeludo e dos fios.

Multifuncionais – perfeitos para condicionar os fios no final da lavagem, ou para finalizar como creme para pentear. É só testar qual é o seu preferido: Babosa, Proteína Hidrolisada, Queratina ou Argan.


Compartilhe: