Máscaras de tratamento

Qual é a ideal para o seu fio?

As máscaras de tratamento são super importantes nos cuidados das madeixas. Contudo, nem sempre é fácil escolher a mais indicada para o seu fio, não é mesmo? Com diversas opções no mercado, é importante garantir uma fórmula que esteja de acordo com as necessidades do seu cabelo.

Por isso, antes de qualquer coisa, a principal dica é tentar entender as características do seu cabelo e identificar que tipo de tratamento ele precisa. Só a partir de então você poderá encontrar as fórmulas mais adequadas e capazes de resolver os problemas encontrados.

Quer saber mais sobre o tema? Continue a leitura!

Identifique as necessidades do seu cabelo

Como dissemos, o primeiro passo é analisar as características e necessidades do seu cabelo. O ideal, nesse caso, é contar com a ajuda do seu cabeleireiro de confiança para averiguar mais profundamente as condições das suas madeixas.

Apesar disso, existem algumas dicas que ajudam a fazer um diagnóstico mais superficial em casa. Se você realiza procedimentos químicos com frequência, como descolorações, tinturas, relaxamentos ou progressiva, precisará de máscaras mais potentes, inclusive com função reconstrutora.

Já para os fios virgens, é possível apostar em máscaras de hidratação. As mulheres com cabelos crespos e cacheados devem sempre incluir uma máscara de nutrição no seu cronograma capilar, pois esse tipo de cabelo tende a ser mais ressecado.

Quem faz tintura, precisa de atenção redobrada. Afinal, no mercado existem máscaras específicas para determinadas cores de cabelo, ajudando a reavivar o tom e evitar o desbotamento.

Além disso, fique atenta também ao tipo de fio que você possui. Se o seu cabelo é mais fino e oleoso, por exemplo, opte por máscaras mais leves. Já os cabelos cacheados e crespos podem se beneficiar com máscaras mais encorpadas, que contam com manteiga na sua formulação, ajudando a nutrir os fios e a dar forma aos cachinhos.

Analise as fórmulas das máscaras de tratamento

Pronto, agora que você já tem uma ideia do que seu fio precisa, ficou mais fácil escolher a máscara certa. Para isso, é indispensável conhecer a fórmula do produto, identificando se ele é mais indicado para hidratar, nutrir ou reconstruir os fios.

Hidratação

Como o próprio nome sugere, essas máscaras buscam repor a água perdida pelo fio e também selar as cutículas para que essa hidratação não seja perdida no ambiente.

Em geral, todos os cabelos precisam ser hidratados. O que irá mudar será a intensidade. Cabelos virgens e pouco agredidos, ou seja, que não sofrem com secador e chapinha constantemente, podem ser hidratados a cada 15 dias. Nossa máscara de tratamento Yamasterol Cachos é perfeita para esse tipo de fio por ter uma consistência mais leve e fluida:

Já os fios que sofrem com a ação de fontes de calor, quimicamente tratados ou que passam por tinturas frequentes, podem precisar de hidratações mais frequentes, como 1 a 2 vezes por semana.

As máscaras hidratantes ajudam a deixar os cabelos mais brilhantes, macios e sedosos, além de combaterem o frizz. Alguns dos ativos que podem estar presentes nas fórmulas são: aloe vera, colágeno, ceramidas, pantenol, minerais essenciais, proteína do trigo hidrolisada etc.

Nutrição

A nutrição é importante para repor os lipídios perdidos. Ou seja, a oleosidade natural dos fios. Em geral, essa é uma máscara bastante indicada para quem tem os cabelos crespos e cacheados. Afinal, devido a curvatura natural do fio é mais difícil para que o óleo do couro cabeludo chegue até as pontas.

Quem está passando pela transição capilar também pode apostar nas máscaras com efeito nutritivo porque esses óleos, além de tratar dos fios, ajudam a definir os cachos. E nossa máscara Yamasterol Cachos Manjar de Coco é ideal para diminuir o frizz e definir ainda mais os cachos:

A composição dessas máscaras, geralmente, conta com óleos naturais (como o óleo de coco ou de babaçu) e as manteigas (como a de karité). São produtos mais densos e encorpados.

A frequência de uso também dependerá das características do seu cabelo. Caso ele seja crespo ou cacheado e muito ressecado, é possível nutri-lo toda semana ou a cada 15 dias. Já quem tem os fios mais oleosos ou finos pode usar máscaras nutritivas menos densas (sem manteiga) e aplicá-las 1 vez ao mês.

Reconstrução

Os cabelos que passam por procedimentos químicos mais agressivos, como alisamento, descoloração, relaxamento ou tintura, precisam de máscaras reconstrutoras. Nossas máscaras da linha Professional Care são mais potentes e capazes de um tratamento mais profundo e intensivo, como a nossa Rescue Mask e a Silicon Shine:

Elas são as responsáveis por tratar o fio de uma maneira mais profunda. A maioria das fórmulas é feita à base de queratina, uma proteína que compõe mais de 80% do nosso fio de cabelo. Nesse caso, nossa máscara Silicon Shine é perfeita para recuperar esses danos intensos do seu fio:

Assim, essas máscaras ajudam a repor a massa que vamos perdendo conforme os procedimentos químicos são feitos. Um cabelo que precisa de reconstrução é aquele que se apresenta poroso, fragilizado e com muita tendência à quebra.

Mesmo quem não faz esses procedimentos químicos com frequência pode usar as máscaras reconstrutoras, só que aí o intervalo terá de ser maior. Caso o seu cabelo esteja bem danificado, aposte no tratamento a cada 15 dias. Para os cabelos mais naturais, essa máscara pode ser usada 1 vez ao mês.

Além da queratina, invista em fórmulas com proteínas hidrolisadas, ceramidas, arginina e soja.

Fórmulas mistas

Também é possível encontrar máscaras de tratamento com fórmulas mistas que ajudam a hidratar, nutrir e reconstruir ao mesmo tempo. Nesses casos, a dica é ficar de olho na consistência.

Quem tem os cabelos lisos e finos, precisa escolher máscaras mais fluidas, sem tanto óleos ou manteigas que podem dar aquela sensação de peso nos fios, nossas máscaras da linha Cachos possuem a consistência perfeita para esse tipo de fio.

Já as mulheres de cabelos ondulados podem investir em máscaras de nutrição, mas que sejam mais leves. Ou seja, evitando as com uma consistência muito firme, porque isso indica uma quantidade elevada de manteiga, que pode pesar nos fios.

Com todas essas dicas, ficou mais fácil escolher as máscaras de tratamento? Aproveite e compartilhe este post nas suas redes sociais!


Compartilhe: